Como escolher o transporte escolar

Diante da rotina atarefada de pais que trabalham, cuidam da casa, estudam e reservam um espaço na agenda para a prática de esporte e lazer, fica cada vez mais complicado deixar e pegar os filhos na escola, sem falar do transito caótico que ocupa parte do dia em que outras coisas poderiam ser resolvidas.É por conta disso que os transportes escolares são solicitados por muitos pais, que normalmente, recorrem à escola e à indicação de outros pais para escolher a melhor opção. Mas, você sabe como identificar se o transporte escolar, seja ele van ou ônibus da própria escola, é seguro? Então, leia as próximas linhas para descobrir e não mais se preocupar.

  • A Secretaria Municipal de Transportes do RJ ( isso vale para as demais cidades do país) recomenda que os pais e responsáveis contratem apenas o transporte escolar cadastrado e regulamentado pela prefeitura, que fornece consulta online ou por telefone.

  • É importante fazer uma consulta ao órgão responsável para saber se o veículos e o condutor estão regulares.

  • Para identificar um veículo cadastrado, os pais devem checar, no certificado de vistoria, localizado no para-brisa dianteiro, se o transporte foi vistoriado recentemente e, na dúvida, basta consultar o site da prefeitura. Devem conferir, também, se o transportador possui um monitor para auxiliar as crianças. O veículo deve ter pintura de faixa horizontal de 40 centímetros na cor amarela, nas laterais e na parte traseira, contendo a palavra “escolar” na cor preta e o número de ordem de registro na secretaria de transportes, placa na cor vermelha.

  • O veículo precisa ter, ainda, seguro contra acidentes. Já o condutor deve ter idade superior a 21 anos e com habilitação na categoria “D”.

  • Os pais também podem verificar a limpeza do veículo e checar se os cintos de segurança estão em condições adequada.

  • Além da indicação dos pais, outra maneira de obter dicas sobre empresas de transporte escolar é junto às instituições de ensino. Algumas oferecem ônibus próprio e, nesse caso, a preocupação é menor.

  • É fundamental sempre fechar contrato por escrito, mantendo uma cópia para eliminar dúvidas futuras. É também preciso verificar se existe uma empatia entre o transportador e a família e checar o itinerário que o transportador irá fazer, os horários para a chegada e a saída da escola, para que o pequeno não perca o transporte e também não passe muito tempo em transito no veículo. Sem falar que é necessário anotar os telefones e endereço do transportador.


Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
No tags yet.